Pular para Navegação

Docentes, disciplinas e projetos vinculados à linha "Léxico do Português"

Docentes

Prof.ª Dra. Beatriz Daruj Gil

Prof.ª Dra. Elis de Almeida Cardoso Caretta

Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves

Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Profa. Dra. Patrícia Carvalhinhos


Disciplinas

Disciplinas introdutórias
Lexicografia e terminologia em língua portuguesa
Etimologia da língua portuguesa
Etimologia e morfologia histórica da língua portuguesa
 
Disciplinas de aprofundamento
Neologia e neologismos em diferentes perspectivas
Semântica lexical e linguística de corpus para a terminologia
O léxico em discursos específicos: aspectos ideológicos
O léxico no discurso literário
Terminologia e Linguística: Contribuições dos Estudos Linguísticos ao Desenvolvimento de Teorias Terminológicas
O léxico toponímico nos sistemas onomásticos português e brasileiro
Geolinguística e o Português Brasileiro

Projetos

Morfologia e Léxico em práticas de leitura no ensino de PLE

Descrição: A finalidade deste projeto é desenvolver práticas de leitura para ensino de PLE (Português Língua Estrangeira) fundamentadas na expansão do léxico a partir da descrição e análise de processos derivacionais envolvendo a criação de nomes e verbos.

Responsável: Prof.ª Dra. Beatriz Daruj Gil

O léxico no discurso literário aplicado ao ensino de língua portuguesa

Descrição: O presente projeto tem por objetivo verificar de que forma os estudos lexicais podem ser aplicados ao ensino de língua portuguesa. Justifica-se na medida em que pretende dar apoio ao professor da educação básica para que se possa trabalhar em sala de aula o texto literário com enfoque nas escolhas e criações lexicais.

Responsável: Prof.ª Dra. Elis de Almeida Cardoso Caretta

Estudos do léxico no discurso literário

Descrição: O presente projeto tem por objetivo verificar de que forma se obtém expressividade com as escolhas e criações lexicais no discurso literário. Analisando-se textos literários brasileiros, pretende-se não só verificar os efeitos de sentido obtidos com os neologismos literários como também com a escolha lexical. O projeto apoia-se na Lexicologia, na Estilística e na Morfologia Lexical.

Responsável: Prof.ª Dra. Elis de Almeida Cardoso Caretta

Neoveille

Descrição: O projeto tem o objetivo de estudar dois tipos específicos de neologismos: os empréstimos e a neologia semântica (ou neossemia). Desenvolverá e colocará à disposição da comunidade uma plataforma de observação multilíngue destinada à coleta e ao seguimento dos neologismos a partir do fluxo de documentos provenientes da web e de corpora diacrônicos já existentes. O projeto é inovador no que concerne aos seguintes pontos: não há, atualmente, nenhuma plataforma de seguimento de neologismos a partir do fluxo de corpora, com exceção de uma relativa ao inglês; várias perspectivas de coleta automática de neologismos estão sendo acionadas e combinadas; um programa inédito de seguimento de neologismos está sendo realizado. Pluridisciplinar, o projeto associará competências em informática (TAL), em linguística (lexicologia, terminologia, semântica) e em sociolinguística. Sua realização é representada pela colaboração entre quatro laboratórios franceses: o LDI (UP13), o LIPN (UP13), o CLILLAC-ARP (UP7) e L’ERTIM (INALCO), além da colaboração do projeto TermNeo (Universidade de São Paulo) e da rede de neologia sobre o empréstimo EMPNEO.

Responsável: Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves

TermNeo - Observatório de neologismos do português brasileiro contemporaneo - 2 fase

Descrição: O Projeto TermNeo - Observatório de neologismos do português brasileiro contemporâneo, em sua 2a fase, dá sequência à finalidade de coletar, analisar e difundir aspectos da neologia geral e da neologia científica e técnica do português contemporâneo do Brasil. Cumpre ainda o objetivo de elaborar glossários e dicionários terminológicos em algumas das áreas estudadas. Paralelamente a esses objetivos principais, o Projeto, a partir da observação dos dados coletados, cumpre também os objetivos de: contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em terminologia no que concerne a: estudo da neologia técnico-científica; elaboração de glossários e dicionários terminológicos; estabelecimento de critérios para a elaboração de definições terminológicas; estabelecimento de critérios para a elaboração de verbetes; estudo comparativo de corpus (de divulgação e especializado) quanto à observação da variação terminológica, da formação de termos metafóricos e do emprego de empréstimos; utilização de bases textuais para aplicações terminológicas. contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em neologia geral no que concerne ao estudo: da formação de unidades lexicais neológicas; dos processos de formação mais usuais; dos elementos afixais (prefixos e sufixos) mais produtivos; da concorrência entre estrangeirismos e elementos vernáculos na evolução do léxico português. Nesta fase, as áreas de especialidade estudadas são a Economia e o Desenvolvimento Sustentável. A neologia das áreas da Soja, da Silvicultura Urbana, das Ciências da Informação, da Eletrônica Médica e do Empréstimo Linguístico são estudadas por pós-graduandos e pós-doutorandos vinculados ao Projeto.

Responsável: Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves

Valores culturais e didáticos na metáfora de especialidade: as múltiplas imagens da crise econômica mundial na imprensa escrita

Descrição: O Projeto é desenvolvido conjuntamente com a equipe espanhola coordenada pela Profa. Iolanda Galanes Santos, da Universidade de Vigo, no âmbito do acordo Capes/DGPU (processo 23038.002768/2013-19, vigência de 15/05/2013 a 31/12/2016). Representa a abordagem semântica e comparada de um evento (a crise econômica mundial), com base em materiais extraídos da imprensa escrita contemporânea. O Projeto busca contribuir para o estudo da terminologia econômica no espanhol e no português brasileiro, a partir de uma perspectiva comunicativa que considere a variação linguística geográfica, (micro)cronológica, funcional e estilística. Cumpre ainda os objetivos de: elaboração de um catálogo de imagens e metáforas didáticas sobre a crise econômica, que sirva de referência para o trabalho de tradutores, intérpretes e mediadores culturais; estudo da dinamicidade dos conceitos econômicos; harmonização da organização de corpora de terminologia econômica da imprensa escrita em função da realização deste projeto como de outros futuros projetos de pesquisa.

Responsável: Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves(coord.); Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Tesouro do léxico patrimonial galego e português - Brasil

Descrição: O projeto Tesouro do léxico patrimonial galego e português tem por objetivo integrar, em um único banco de dados informático, materiais lexicográficos com referenciação geográfica procedentes de distintas fontes: corpora obtidos em trabalhos de campo, materiais dispersos em obras dialetais, vocabulários de falares, etc. Muitos desses materiais estão inéditos e, por esse motivo, são de difícil acesso à comunidade científica. O projeto, cuja coordenação geral está vinculada ao Instituto da Língua Galega da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha (Rosario Álvarez); conta com a participação de três comitês (galego, português e brasileiro). Objetiva-se criar uma grande base de dados, acessível pela Internet, com toda a informação organizada em lemas, com acesso às distintas variantes registradas para cada lema (fônicas, morfológicas) e com possibilidade de conhecer todos os lemas registrados para expressar um conceito. A consulta, on-line, permitirá não só localizar todos os lemas e suas variantes nas distintas fontes, mas também obter fielmente toda a informação bibliográfica e lexicográfica nelas contida: autor, título, data, página; formas, categorias, definições, localização, etnografia, imagens, usos, fraseologia, informações linguísticas. Do ponto de vista lexicográfico, constitui um grande dicionário de dicionários, não uma mera soma de glossários independentes. A apresentação permitirá, também, obter a cartografia automática das variantes e dos lemas selecionados (Galiza, Portugal, Brasil), para conhecer a distribuição geográfica das formas. O comitê brasileiro é coordenado por Silvia F. Brandão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e por Vanderci Andrade Aguilera, da Universidade Estadual de Londrina, contando com subcomitês distribuídos pelas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, de que participam pesquisadores das principais instituições de ensino superior do país (cf. diretório de grupos de pesquisa do CNPq e link: http://ilg.usc.es/Tesouro/pt/).

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Elaborando um Dicionário Terminológico das Ciências Naturais para professores do ciclo I do ensino fundamental

Descrição: Este Projeto visa à elaboração de um dicionário terminológico das Ciências Naturais, destinado a professores que atuam no Ensino Fundamental I em escolas brasileiras. Para alcançar esse objetivo, será feito um levantamento dos termos e conceitos abordados em livros didáticos sobre Ciências, voltados a alunos dos anos iniciais do ensino fundamental (1.o ao 5.o ano). Os livros que constituirão o corpus de estudo foram selecionados no Plano Nacional do Livro Didático, de 2010 e de 2013, ambos elaborados pelo MEC. Com vistas ao desenvolvimento do Projeto ora proposto, será utilizado o aparato teórico-metodológico desenvolvido pela Terminologia, cujos estudos têm avançado no sentido de oferecem ao pesquisador-terminológo não apenas procedimentos metodológicos para a elaboração de bases de dados e de dicionários terminológicos, mas também uma teoria que dê conta dos fenômenos linguísticos observados.

Responsável: Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

InterLEC - Interfaces entre Léxico, Ensino e Cultura

Descrição: Neste Projeto tem-se como objetivo aprofundar os estudos sobre as interfaces existentes entre o léxico e a cultura, e o léxico e o ensino. Nesse sentido, buscará descrever e analisar o léxico de acordo com diferentes enfoques nessas relações, demonstrando como estas podem gerar constatações interessantes e contribuições a diferentes áreas do conhecimento.

Responsável: Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Morfologia Histórica do Português: sufixos e etimologia

Descrição: O projeto de pesquisa, vinculado ao GMHP, pretende: a) Descrever mecanismos de formação de palavras na língua portuguesa do ponto de vista diacrônico, sua produtividade e sua correlação com o significado; b) Associar a produtividade da língua portuguesa ao longo da história, tendo em vista que esse idioma se insere no quadro das línguas românicas (análise da influência do latim vulgar, do latim medieval, do latim científico); c) Datar com mais precisão fenômenos e acepções de palavras derivadas, com base em corpora bem sistematizados, d) Discutir o papel do estrangeirismo (sobretudo do francês e do inglês) na criação de modelos de palavras derivadas por sufixação dentro do português; e) Entender as diferenças de produtividade sufixal em todos os países lusófonos, bem como problemas nesse aspecto do ensino do português para estrangeiro, f) Lançar bases para estudo de outros mecanismos de formação de palavras, como a prefixação, a composição e a derivação regressiva. g) Combinar os dados e as datas obtidas pela etimologia de caráter científico com o estudo da morfologia histórica.

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Projeto DÉRom

Descrição: A comunidade de especialistas em Linguística Românica, sobretudo os especialistas em etimologia, necessitam de um novo dicionário semelhante ao Romanisches Etimologisches Wörterbuch para os dias atuais.e para tal se constituiu uma equipe internacional, sobretudo franco-alemã, que pretende investigar cerca de 500 étimos do léxico herdado comum segundo o método da gramática histórico-comparativa e da reconstrução.por meio da análise fonológica, semântica, estratigráfica e variacional. Participação como revisor do grupo Ibéroromania.

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Etimologia da Língua Portuguesa (Projeto DELPo)

Descrição: O grupo de pesquisa, vinculado ao NEHiLP, entende que, diferentemente do que ocorre com a maior parte das línguas europeias (inglês, francês, espanhol e italiano), os dicionários da língua portuguesa são bastante falhos no tocante aos seus dados etimológicos. Confunde-se derivação sufixal e prefixal com etimologia, confunde-se étimo da palavra com sua origem remota, não há cuidado suficiente com étimos de línguas ágrafas e desconhece-se muito da influência árabe, sem falar da abundância de étimos fantasiosos que descaracterizam o estudo etimológico como um trabalho científico. A mídia e a internet contribuem para a divulgação de soluções fantasiosas, sem que os estudos acadêmicos na área de Linguística Histórica e Filologia consigam expor suas conclusões sobre o assunto. Como aconteceu com a Estilística, as pesquisas etimológicas de caráter científico foram muito produtivas até a década de 20 do século XX, quando estiveram no seu auge, no entanto, eventos históricos e ideológicos promoveram o esquecimento de muitas técnicas e resultados. Alicerçados na pesquisa linguística, os estudos etimológicos voltaram sobretudo a partir da década de 90 e hoje há ferramentas importantes para se desenvolver pesquisas de qualidade no nível acadêmico, que possam contribuir para a mudança da visão da sociedade sobre o tema. Nesse sentido, esta pesquisa sobre datação das primeiras ocorrências das palavras portuguesas, apresentada pelo NEHiLP é o primeiro passo para a criação de um novo dicionário etimológico da língua portuguesa (DELPo).

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Memória toponímica de São Paulo, bairro a bairro (fase 4)

Descrição: A quarta fase do projeto Memória Toponímica de São Paulo, bairro a bairro volta-se para a região leste de São Paulo. Trata-se de uma área de formação urbana mais recente. Em fase piloto, o projeto já realizou estudos preliminares na região do Tatuapé, mas a atual fase pretende cobrir outras regiões mais a leste.

Responsável: Profa. Dra. Patrícia Carvalhinhos



Dr. Radut Consulting