Pular para Navegação

Prof.ª Livre-docente Maria Célia Lima-Hernandes

Pesquisadora CNPq nível 2 [Processo: 313640/2014-9], de 01/03/2015 a 28/02/2020, sobre a situação da sociocultura e da língua portuguesa na China. Pós-doutorado na Universidade de Macau (China, 2010-2011, com bolsa CAPES, sob tutoria de Alan Baxter), Estágio de Pesquisa em 2015-2016, com Bolsa FAPESP, na Universidade de Macau. Doutora pela Unicamp (orientação de Maria Luiza Braga) em Linguística Teórica (Linguística Histórica, com qualificações em Linguística Antropológica e Sociolinguística), Mestre pela USP (orientação de Angela Rodrigues) em Filologia e Língua Portuguesa, com bolsa CNPq [Processo: 135207/1996-7], de 03/1998 a 08/1998, Especialista em Gramática (Lato Sensu - S.Judas Tadeu), graduada pela FEC-ABC (Letras-Inglês) e São Judas Tadeu (Letras-Francês). Mestre em Neurociências (Universidad Europea Miguel de Cervantes - IAEU - Espanha) em 2016. Professora visitante na Universidad de la Republica (Uruguai) em 2010 e da Universidade de Estudos Estrangeiros de Sichuan (2015). Estudiosa de temas de cognição e linguagem, dentre os quais a percepção e a acessibilidade via construções e princípios sintáticos. Também tem se dedicado à investigação da relação entre evolução da complexidade gramatical e fatores cognitivos, sendo colaboradora de um projeto Universal sobre fluência verbal com o Instituto de Psicologia, da USP, e a Santa Casa de São Paulo. Desenvolve projetos sobre português como Língua de herança e interculturalidade. Orienta trabalhos de iniciação científica, mestrado, doutorado e posdoutorado. Líder do grupo de pesquisa "Linguagem e Cognição" com produção destacada no estudo das relações entre usos linguísticos e processos cognitivos. Participa como membro do Grupo de Pesquisa USP "LIA - Laboratório de Interações com a Ásia". É membro do Grupo de Pesquisa multinacional "LP no Mundo". Associada da Linguistic Society of America, da Associação Brasileira de Linguística, da AOTP e da Associação Internacional de Linguística Portuguesa, da qual é segunda secretária desde 2010 (de 2010-2014 com gestão na RAEM-China) e em segundo mandato como primeira secretária desde 2015 (de 2015-2019 com gestão em Portugal).É pesquisadora principal do Projeto Temático FAPESP "História do Português Paulista" no subprojeto História do português paulistano (2006-2015), com produção relevante na área.


Projetos de Pesquisa

1. Constituição da família macaense: uma hipótese para os macaenses 100%

Descrição: Derivado do projeto anterior, concluído em março/2015, no qual descrevi aspectos da variedade do português de Macau, este projeto prioriza a investigação da hipótese para a raiz étnica do macaense 100%. Para tanto, um objeto linguístico foi selecionado, o uso de marcador conversacional. Com as várias incursões realizadas nas amostras e com o trabalho de campo para testagem em início de 2013, notamos que elementos da estrutura conversacional poderiam ajudar a discriminar os grupos étnicos presentes nas amostragens colhidas entre 2010 e 2011 em Macau. Este é, portanto, o foco desta nova etapa de pesquisa: o estudo dos marcadores de intersubjetividade e margens empregados pelos indivíduos que compõem a amostra de língua falada como mecanismos intersubjetivos que dão liga a uma comunidade multicultural como a da Região Administrativa Especial de Macau, na China. E, para constituir um quadro mais preciso da genealogia macaense, procederemos a um estudo sobre a descendência e formação genealógica do macaense. Este último propósito deve-se à descoberta de registros de batismos encontrados no Arquivo Histórico de Macau, em que muitas órfãs aparecem sem sobrenome, mas, em Macau, todos os indivíduos possuem legalmente um sobrenome. Com quem tipo de indivíduos se casaram as órfãs é a pergunta que está na base dessa investigação. Daí a proposta de recolher registros de casamento e de óbitos do período relacionado..

2. Fluência e compreensão na leitura no ensino fundamental: qual o papel do processamento morfológico, lexical e da prosódia?

Descrição: O objetivo geral é investigar como o processamento dos conhecimentos sobre a morfologia, o vocabulário e a prosódia se desenvolvem e se relacionam com a fluência e a compreensão em leitura ao longo do ensino fundamental. O objetivo específico analisar as correlações entre os conhecimentos sobre morfologia, vocabulário, prosódia e leitura, tomando como covariantes ano escolar, idade, tipo de escola, habilidades cognitivas e psicolinguísticas, tais como raciocínio não verbal, atenção concentrada, nomeação seriada rápida, consciência fonológica e memória operacional fonológica; desenvolver versão informatizada de provas de avaliação de leitura, de processamento morfológico de palavras e de prosódia (ex.: para avaliar efeito da prosódia na leitura ouvida sobre a compreensão), de modo a facilitar tanto a coleta, quanto a análise de dados; verificar o impacto de um treino em morfologia, outro em vocabulário e outro em prosódia sobre o desenvolvimento destas três variáveis e sobre a fluência e compreensão em leitura. Trabalha-se com a hipótese de que os estes conhecimentos morfológico, lexical e prosódico se desenvolvem inicialmente de modo implícito e menos correlacionado. Porém, se tornam-se mais explicitáveis e correlacionados a partir do processo formal de alfabetização e do desenvolvimento de habilidades cognitivas mais gerais (incluir refs., Paula, 2007). Este desenvolvimento permitiria que os conhecimentos se tornem mais facilmente explicitáveis e tomados de modo deliberado como estratégia para ler e compreender melhor o significado de palavras morfologicamente complexas, isoladamente ou em contexto. O propósito mais amplo deste projeto é conhecer mais profundamente melhor o desenvolvimento de três variáveis linguísticas ligadas ao desenvolvimento lexical as quaisquer têm sido pouco estudadas em conjunto, consubstanciando-se conhecimento lacunar conhecendo-se pouco até o presente suas correlações e contribuições conjugadas para o desenvolvimento de habilidades de leitura. Este estudo, tal como proposto, poderá auxiliar no exame e reflexão sobre dos modelos teóricos sobre o desenvolvimento da proficiência leitura..


Grupos de Pesquisa

Grupo de Estudos Funcionalistas: análise, descrição e ensino

site / DGP

História do Português Paulista

site / DGP

Linguagem e Cognição

site / DGP

O Ensino da Língua Portuguesa no Brasil e em Portugal: bases epistemológicas, objetivos e conteúdos

site / DGP

Porta Macau: literaturas, línguas e culturas

site / DGP

PORUS - Núcleo de Estudo Linguísticos do PORTUGUÊS EM USO

site / DGP

Rede de Estudos da Língua Portuguesa ao Redor do Mundo

site / DGP


 

Email: mceliah@usp.br

Currículo Lattes



Dr. Radut Consulting